Intensidade do Treinamento de Futebol Infantil e sua Relação com Recomendações Diárias de Atividade Física

Arquivos suplementares

full article (English)

Palavras-chave

accelerometer
sedentarism
athletes

Resumo

A pandemia de Covid-19 trouxe várias consequências, como a ausência de atividade física regular, promovendo aumento de peso em crianças. Este estudo tem como objetivo comparar a intensidade de diferentes tipos de treinamento de futebol e a intensidade de duas equipes e determinar se o treinamento de futebol pode atingir os valores de RAF para crianças. 21 atletas nascidos em 2010 (10,4±0,1 anos) pertencentes a duas equipes distintas (principal e secundária) utilizaram o acelerômetro ActiGraphwGT3X+BT durante quatro sessões de treinamento (tático (TT) e jogo simulado (SG)). Os dados foram analisados em EPOCH de 5s e os valores de corte aplicados de acordo com Crouter(2015). Comparando as duas equipas, no TT houve diferenças para todas as intensidades (p<0,05), onde a equipe principal obteve intensidades maiores. No SG, as intensidades foram mais semelhantes. Entre os tipos de treinamento, a equipe secundária aplicou mais intensidade no GE, gastando mais tempo na intensidade vigorosa (p=0,002). Em média, a equipe principal atingiu cerca de 80% da RAF, enquanto a equipe secundária atingiu cerca de 60%. A Análise de Componentes Principais mostrou que a intensidade individual aplicada em um tipo de treinamento é consistente entre os treinamentos e que crianças com maior IMC tendem a passar mais tempo em intensidade leve. O futebol estimula principalmente intensidades moderadas no contexto de treinamentoe permite que os atletas atinjam cerca de 70% do RAF. Esses resultados mostram que o futebol parece ser uma boa opção, além de promover a atividade física e estilos de vida saudáveis para as crianças.

https://doi.org/10.5281/zenodo.5559019
Creative Commons License

Este trabalho encontra-se publicado com a Licença Internacional Creative Commons Atribuição-CompartilhaIgual 4.0.

Direitos de Autor (c) 2021 Germinare — Revista Científica do Instituto Piaget